NOTÍCIAS

25-NOV-2019

Comunidade quilombola de Pacajus é destaque no jornal O Povo

#Cultura POR ROBERTA FARIAS 25 DE NOVEMBRO DE 2019
Com a assinatura de termo que garante a propriedade da terra contestada pelas comunidades quilombolas de Horizonte, Pacajus e Tamboril, o próximo passo para a regularização do processo é a titulação da terra. Representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) destacam os entraves para a garantia das terras aos descendentes de negros escravizados.

No total, são 32 comunidades quilombolas atualmente em processo de regularização junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no Ceará. Até hoje, nenhuma comunidade recebeu título de terra. O termo que indeniza os proprietários ditos legais de terras instalados nos territórios em questão foi assinado na última quarta-feira, 2, Dia da Consciência Negra, pela ministra das Mulheres, Direitos Humanos e da Família (MMFDH) Damares Alves.

Com processos que se arrastam há anos, os principais entraves são problemas de estrutura dos órgãos responsáveis, aponta Humberto Adami, presidente da Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). "São 5 mil comunidades quilombolas no Brasil. No Incra, há problema no número de funcionários, procuradores", avalia.

Além do enfraquecimento dos órgãos e de políticas públicas de difícil acesso, Lucas Guerra, membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB Ceará, frisa a dificuldade na questão legislativa, visto que a regularização das terras quilombolas não consta na Constituição Federal. "Na terra indígena, quando o Estado faz a demarcação, indeniza as benfeitorias, porque ele é um território considerado originário e os títulos de terra são considerados inválidos. No território quilombola, o Estado paga a terra ao proprietário e desapropria", relaciona.

Ele detalha que o ponto de partida do processo é a autoidentificação da comunidade, que deve ser reconhecida por meio de certificação da Fundação dos Palmares. Posteriormente, o Incra faz o reconhecimento e delimitação da terra; a demarcação (estabelecimento dos marcos territoriais); e a indenização do proprietário, com o decreto e o pagamento da indenização. De acordo com Lucas Guerra, o próximo passo é a titulação da terra, que dá finalmente garantia de posse à comunidade.

A reportagem entrou em contato na tarde de ontem, 22, com o Incra no Ceará solicitando informações sobre os prazos do processo para que a regularização seja concluída. No entanto, o instituto respondeu que não teria tempo hábil para fazer "o levantamento do material dessa área". O MMFDH, também questionado, respondeu, por meio da assessoria de imprensa, que não conseguiria responder a demanda "por questões de agenda da área técnica".

Foto de capa: arquivo Prefeitura de Pacajus

 

 

Deixe seu comentário

NOTÍCIAS MAIS RECENTES
#AssistênciaSocial Há 3 dia(s)

75 novas famílias de Pacajus foram integradas ao Programa Bolsa Família neste mês de Maio de 2024.

A Secretaria Municipal de Proteção Social comunica que 94 novas famílias de Pacajus foram integradas ao Programa Bolsa Família neste mês de Abril de 2024.

#DataComemorativa Há 13 dia(s)

16 de Maio dia do Gari

Nosso reconhecimento vai para aqueles que são essenciais para o bem-estar da nossa cidad [...]

#Cultura Há 13 dia(s)

Prefeitura divulga as atrações que vão animar as comemorações do aniversário de 89 anos de Pacajus

É tempo de celebrar Pacajus! Vamos festejar os 89 anos de Pacajus em grande estilo na fe [...]

#Comunicação Há 17 dia(s)

Semana do MEI 2024.

A Sala do empreendedor de Pacajus, com apoio da prefeitura municipal de Pacajus e em parceria com Sebrae-Ce realiza a Semana do MEI 2024

#Município Há 21 dia(s)

Sala do empreendedor de Pacajus recebeu selo ouro de Referência em qualidade no atendimento sebrae 2023

Sala do empreendedor de Pacajus recebeu selo ouro de Referência em qualidade no atendime [...]

#ASSISTENCIASOCIAL Há 30 dia(s)

Alistamento Militar

Alistamento Militar na Casa do Cidadão de Pacajus

#AssistênciaSocial Há 36 dia(s)

94 novas famílias de Pacajus foram integradas ao Programa Bolsa Família neste mês de Abril de 2024.

A Secretaria Municipal de Proteção Social comunica que 94 novas famílias de Pacajus fora [...]

#Agricultura Há 36 dia(s)

Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa de 2024

Nesta segunda-feira (15) a Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri) inicia a Cam [...]

Qual o seu nível de satisfação com essa informação?


Muito insatisfeito

Insatisfeito

Neutro

Satisfeito

Muito satisfeito